Bulavet

Milhares de bulas de medicamentos veterinários

ACIENDEL P-10

BIOGÉNESIS BAGÓ SAÚDE ANIMAL LTDA

Classes
Bovino, Caprinos, Ovinos
Registro
8.677/2003
Responsável Técnico
Marcio Dentello Lustoza - CRMV: CRMV-PR 9.200 "VS"
Princípio(s) Ativo(s)

CLORPIRIFÓS

Fórmula

Cada 100 mL contém:

Clorpirifós ..................................................10 g

Veículo ..........................q.s.p...................100 mL

Indicações

Para o controle e tratamento de infestações por Carrapatos ( Rhipicephalus Boophilus microplus ), Mosca dos Chifres (Haematobia irritans), Bernes (Dermatobia hominis), Bicheiras ( Cochliomya hominivorax ), Piolhos sugadores ( Haematopinus eurysternus , Linognathus vituli , Solenopotes capillatus , Haematopinus spp ), Piolho mastigador Damalinia bovis em bovinos; Linognathus pedalis , L. ovillus , L. africanus e Damalinia ovis nos ovinos; Linognathus stenopsis , Damalinia caprae , D. limbata e D. crassipes em caprinos.

Dosagem

Bovinos: 10 mL cada 100 Kg de peso corpóreo.

Tabela de dosificação em bovinos:

Peso

Dose

Peso

Dose (máx)

De 100 a 200 Kg

10 mL

De 301 a 400 Kg

30 mL

De 201 a 300 Kg

20 mL

Acima de 400 Kg

40 mL

Ovinos e Caprinos: 1 mL cada 10 Kg de peso corpóreo. Em ovinos adultos, os tratamentos devem realizar-se dentro dos 45 dias pós-tosquia.

Administração

Aplicar com cânula ou virando o frasco dosador, derramando a solução do pescoço até a anca e nos flancos do animal.

Precauções
  • Não usar o produto em vacas leiteiras em produção.

  • Não usar em bovinos com peso corpóreo menor que 100 Kg ou com idade inferior a 6 semanas.

  • Dose máxima para adultos: 40 mL (independente do peso ou sexo). - Não aplicar o produto nas horas mais quentes do dia.

  • O animal tratado não deve ser exposto à chuvas, até 12 horas após o tratamento.

  • Mantenha o produto fora do alcance de crianças, pessoas inexperientes ou animais domésticos.

  • Não armazenar o produto ou suas caixas, junto de alimentos.

  • Evitar comer, beber ou fumar durante a manipulação do produto ou o tratamento dos animais.

  • Lavar as mãos após a utilização do produto.

  • Se o produto entrar em contato com a pele e/ou mucosas, lavar com abundante água e sabão.

  • Em caso de vazamentos cobrir com terra ou serragem.

  • O descarte do produto ou de suas embalagens vazias deve ser feito conforme a legislação ambiental vigente.

  • Em casos de ingestão acidental, procurar imediatamente um Médico.

  • Manter o produto com sua embalagem original, em local seco e fresco, à temperatura ambiente e ao abrigo da luz solar.

NOTA PARA O MÉDICO: Usar tratamento para organofosforados. O antídoto e o Sulfato de Atropina 1%. Aconselha-se lavagem gástrica em caso de ingestão acidental e instaurar tratamento sintomático. Os sinais de sua ingestão podem incluir: náuseas, vômito, diarréia, cefaléia, lesão renal ou hepática.

CENTROS TOXICOLÓGICOS DE REFERÊNCIA:

Curitiba-PR - CCE - Centro de Controle de Envenenamentos - Fone:0800-41.0148

Porto Alegre-RS - Centro de Informações Toxicológicas do RioGrande do Sul Fone: 0800-780.200

Campinas-SP - CCI - Centro de Controle de Intoxicações daUNICAMP Fone: 0xx19 3289.3128

Goiânia - GO - CCI - Centro de Informações Toxicológicas - Fone:0800-646.4350

Salvador- BA - Centro de Informações Anti-veneno da Bahia- Fone:0800-284.4343

ATENÇÃO: OBEDECER AOS SEGUINTES PERÍODOS DE CARÊNCIA: BOVINOS, OVINOS E CAPRINOS: ABATE - O ABATE DOS ANIMAIS TRATADOS SOMENTE DEVE SER REALIZADO 35 DIAS APÓS A ÚLTIMA APLICAÇÃO. LEITE - ESTE PRODUTO NÃO DEVE SER APLICADO EM FÊMEAS PRODUTORAS DE LEITE PARA O CONSUMO HUMANO.

"A UTILIZAÇÃO DO PRODUTO EM CONDIÇÕES DIFERENTES DAS INDICADAS NESTA BULA PODE CAUSAR A PRESENÇA DE RESÍDUOS ACIMA DOS LIMITES APROVADOS, TORNANDO O ALIMENTO DE ORIGEM ANIMAL IMPRÓPRIO PARA O CONSUMO."

Apresentação

1 L e 2,5 L

Classe Terapêutica

ECTOPARASITICIDAS (ANTI-PARASITÁRIOS)

SAC
0800 701 0752