Bulavet

Milhares de bulas de medicamentos veterinários

SEDAZINE

ZOETIS INDÚSTRIA DE PRODUTOS VETERINÁRIOS LTDA

Classes
Eqüinos
Registro
6.299/98
Responsável Técnico
Christopher Roger White - CRMV: CRMV-SP n°8473.
Princípio(s) Ativo(s)

XILAZINA

Fórmula

Cada ml contém:

Cloridrato de xilazina ....................................................... .......................................116,57 mg (*)

Veículo q.s.p ................................................................ .....................................................1,00 ml

(*) equivalente a 100 mg de xilazina base

Indicações

Para uso em eqüinos e cervídeos, quando se deseja produzir um estado de sedação acompanhado de um curto período de analgesia. Em eqüinos, SEDAZINE pode ser utilizado com sucesso para:

  1. Procedimentos diagnósticos, exames orais e oftalmológicos, palpação abdominal, retal, exame vaginal e procedimentos radiológicos;

  2. Procedimentos ortopédicos;

  3. Procedimentos odontológicos;

  4. Pequenas cirurgias, como sutura de lacerações, remoção de neoplasias cutâneas, debridamento, etc.;

  5. Acalma e facilita o manuseio de animais rebeldes;

  6. Medicação terapêutica para sedação e alívio da dor após ferimento ou cirurgia;

  7. Grandes cirurgias:

a. Como pré-anestésico para anestesia geral;

b. Uso em conjunto com anestésicos locais.

Em cervídeos, SEDAZINE pode ser usado:

  1. Para acalmar e facilitar o manuseio de animais rebeldes:

  2. Para procedimentos diagnósticos;

  3. Para realização de pequenas cirurgias;

  4. Como medicação terapêutica para sedação e alívio da dor após ferimento ou cirurgia;

  5. Como pré-anestésico para anestesia local, SEDAZINE pode ser usado em conjunto com anestésicos locais como proteína e lidocaína.

Dosagem

Para eqüinos: SEDAZINE deve ser administrado nas doses seguintes:
Via intravenosa: 0,5 ml/45 kg de massa corporal (1,1 mg/kg)

Via intramuscular: 1,0 ml/45 kg de massa corporal (2.2 mg/kg)

Após a administração do produto, deve-se deixar o animal calmamente em repouso até que o efeito seja atingido. Essas doses produzem uma sedação que é geralmente mantida por 1 a 2 horas e uma analgesia que dura por 15 a 30 minutos.

Cervídeos:
Faixas de dosagem: _ (Dama dama) _ Cervo dama: 2,0 a 4,0 ml para cada 45 kg de massa corporal (4,4 a 8,8 mg/kg); _ (Odocoileus hemionus) _ Veado orelhudo: 1,0 a 2,0 ml para cada 45 kg de massa corporal (2,2 a 4,4 mg/kg): _ (Cervus nippon) _ : 1,0 a 2,0 ml para cada 45 kg de massa corporal (2,2 a 4,4 mg/kg); _ (Odoicoileus virginianus) _ Veado da cauda branca: 1,0 a 2,0 ml para cada 45 km de massa corporal (2,2 a 4,4 mg); _ (Cervus canadensis) _ Alce: 0,25 a 0,5 ml para cada 45 kg de massa corporal (0,55 a 1,0 mg/kg de peso).

Administração

Eqüinos: intravenosa ou intramuscular.

Cervídeos: a administração deve ser feita por via intramuscular, com seringa ou através de dardo, nos grandes músculos dos membros posteriores ou anteriores.

Precauções

O efeito analgésico é variável e a profundidade deve ser avaliada antes de procedimentos clínicos. A variabilidade da analgesia ocorre mais freqüentemente nas extremidades distais de eqüinos e cervídeos.

Apesar da sedação, os profissionais deverão proceder com cautela porque as reações de defesa dos animais podem não ter diminuído.

Eqüinos:
Considerando-se que resulta um efeito aditivo do uso de SEDAZINE com compostos barbitúricos, o produto deverá ser usado com cautela, quando associado a esses depressores do sistema nervoso central. Produtos que sabidamente produzem depressão respiratória ou apnéia, como tiamital sódioco, deverão ser administrados lentamente. Quando for usada injeção intravenosa, evitar injeção perivascular. Alguns estudos demonstraram incidência insignificante de irritação tissular, após injeção perivascular de SEDAZINE.

Evitar injeção arterial intracarotidiana. Como ocorre com várias drogas incluindo tranqüilizantes, podem ocorrer convulsões violentas imediatas, seguidas de colapso resultante da administração intracarotidiana. Assegurar que a agulha esteja corretamente introduzida na jugular e não na carótida.

Bradicardia e uma arritimia na forma de bloqueio incompleto átrio-ventricular foi relatado após a administração de SEDAZINE. Apesar da importância clínica desse efeito ter sido questionada em diversos trabalhos, uma dose padrão de atropina administrada antes ou em seguida à aplicação de SEDAZINE reduzirá grandemente sua incidência.

Cervídeos:
Para ruminantes, é preferível estabelecer em jejum antes de administrar o produto, para evitar aspiração de material alimentar para as vias respiratórias.

Quando das injeções intramusculares, cuidar para que o produto seja corretamente aplicado.

Injeções por via subcutânea, intrapentoneal ou em depósitos de gordura, levarão a resultados imprevisíveis.

Não aplicar via intra-arterial.

O animal não deverá ser perturbado durante a indução ou até que o efeito completo da droga tenha sido atingido, o que ocorre usualmente 10 a 15 minutos após a injeção.

O tempo para efeito da droga normalmente é de 2 a 5 minutos.

Se houver subdosagem, devido a falha na aplicação ou erro no cálculo, esperar uma hora antes de aplicar uma segunda dose.

Ventilação adequada, especialmente em baias ou engradados, é obrigatória.

Manter o pescoço do animal em posição que permita passagem do ar e para prevenir aspiração do conteúdo do estômago. Evitar que o animal, durante a sedação, fique em decúbito lateral. É desejável o decúbito estemal.

Durante o efeito do produto, o animal deverá ser protegido de calor ou frio extremo.

Evitar que o animal se levante até sua recuperação quase completa. Podem ocorrer reações hipertérmicas especialmente se o animal estiver muito excitado por ocasião da administração da droga. Esguichar água fria na cabeça e no corpo do animal pode evitar essas reações.

A segurança de SEDAZINE em fêmeas prenhes não foi avaliada e por isso recomenda-se evitar o uso do produto durante a estação de cobertura.

Cervídeos deverão ser observados até cessarem os efeitos sedativos do produto.

Venda sob prescrição obrigatória e aplicação sob orientação de Médico Veterinário.

Conservar em local fresco e seco entre 15°c e 30°c, fora do alcance de crianças e animais domésticos.

CONTRA-INDICAÇÕES:
Deve ser avaliada cuidadosamente a administração de SEDAZINE á eqüinos e cervídeos com significativa depressão respiratória, patologia cardíaca severa, doença hepática ou renal avançada, choque endotóxico ou traumático severo e condições de estresse tais como calor ou frio externo, alta altitude ou fadiga.

Não utilizar SEDAZINE associado a tranqüilizantes.

REAÇÕES ADVERSAS:
SEDAZINE, quando administrado a eqüinos e cervídeos nas doses recomendadas, pode ocasionalmente provocar leves tremores musculares, bradicardia, com parcial bloqueio átrio-ventricular e reduzido índice respiratório. Pode ser observada uma alteração na resposta à estímulos auditivos.

Em eqüinos, transpiração raramente profusa, foi relatada após a administração do produto. Em cervídeos, salivação, vocalizações de vários tipos na expiração, ranger dos maiores, protrusão da língua e temperaturas elevadas foram também observadas em alguns casos.

Apresentação

Frasco-ampola de vidro contendo 50 ml.

Classe Terapêutica

ANESTÉSICOS, SEDATIVOS E SIMILARES

SAC
0800 011 1919